RJ: (21) 2405-5188 - (21) 97362-6434 | SP: (11) 98719-3130 – (11) 96303-0086 (Whatsapp)

Notícias

Que tal usar técnicas inovadoras na Atenção Domiciliar na Gerontologia?

imagem-destacada-que-tal-usar-tecnicas-inovadoras-na-atencao-domiciliar-na-gerontologia

O atendimento à população idosa em casa é sempre desafiador, não é mesmo? Você, Professor de Educação Física, Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional, Fonoaudiólogo, Psicólogo, enfim, você que é profissional de saúde, independentemente da sua área de atuação, sabe muito bem sobre o que estou falando! Atender em casa tem seus aspectos positivos, no entanto, sempre ficamos com “aquela pulga atrás da orelha”, será que o ambiente residencial é, de fato, seguro para meus clientes? Será que eles conseguirão fazer o que estou pedindo? Como colocar em prática técnicas inovadoras para que o meu atendimento não caia na mesmice e desestimule o idoso?

Nesse sentido, nas minhas práticas com esta população que amo, tanto na Educação Física quanto na Fisioterapia, procuro fazer uso de técnicas que conjugo ter os ingredientes ideais para o trabalho com a 3ª idade: baixo custo, eficaz e, sobretudo, replicável na atenção domiciliar, sendo a Meditação e a Estimulação Cognitiva estas ferramentas valiosas. Trabalho muito na linha da meditação da atenção plena, o Mindfulness, com resultados consistentes na esfera cognitiva, motora e comportamental dos meus clientes idosos. Além disso, acredito fortemente também na Estimulação Cognitiva, como uma técnica que auxilia na manutenção dos tipos de memória e exerce efeitos benéficos ao cérebro devido à realização das duplas-tarefas (isto é, o idoso realizar uma tarefa cognitiva e motora ao mesmo tempo). São técnicas inovadoras, mas, com uma aplicação muito fácil em qualquer que seja o contexto e ambiente na Atenção Domiciliar na Gerontologia, sendo capazes de nos ajudar a prover uma solução integral de atendimento ao idoso, conforme você pode verificar abaixo:

Pois é nesta expressão-chave, a Atenção Domiciliar na esfera dos idosos, que reside o padrão atual da sociedade brasileira! O envelhecimento humano é notório, as Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNTs) aumentam cada dia mais, e a renda do brasileiro a cada mês fica mais apertada! Ou seja, se o nosso cliente é idoso (ou está se tornando mais velho), sendo obeso, diabético ou sedentário e vê seu salário ou aposentadoria se esvaindo, isso faz com que você se adapte a estas circunstâncias, por meio de propostas de atendimento voltadas à prevenção e/ou tratamento baseados em técnicas inovadoras, pois este cliente tem dificuldades na locomoção, muitas vezes não conta com o apoio (amparo) da família e por mais que esteja sendo acompanhado por você em um viés de atenção terapêutico contra alguma doença ou disfunção, ainda possui um pouco de vitalidade remanescente, necessitando assim de uma abordagem promotora em saúde!

E, então? Que tal usar técnicas inovadoras na Atenção Domiciliar na Gerontologia? Dentre inúmeras possibilidades deixo duas pra você para que possa repensar sua prática com os idosos nesta profunda área que a cada dia cresce de modo mais consistente.

Ei, se você ficou instigado e movido a inovar nas técnicas que você utiliza nos seus atendimentos com o público idoso, lhe convido a clicar no botão abaixo para conhecer um dos melhores cursos do Brasil para profissionais que trabalham na Atenção Domiciliar na Gerontologia, capaz de potencializar seu serviço a um nível de solução integral de atendimento ao idoso.

Afinal de contas, pra inovar é só começar (mas, tem que primeiro, praticar!)

Abraços, Prof. Dr. Marcelo Anselmo.

Confira as informações do curso!

 

Share with friends   

Written by

Mestre em Educação pela USAL (Universidad del Salvador); MBA em Marketing pela FGV; Especialista em Saúde do Idoso e Gerontologia pelo Instituto AVM; Diretor-geral da Plenitude – Eventos educativos em saúde e Presidente do FIBE (Fórum Integrador do Bem Estar); Coordenador do MBA em Programas de Saúde Corporativa pela UCL (Universidade Celso Lisboa); Autor de dois livros na área de saúde; Docente da Stiper Brasil em cursos de extensão em Stiper Terapia pelo país; Certificado pela ISMA (International Stress Management Association) em Gerenciamento de Estresse aplicados ao contexto corporativo; Membro da AEA (Aquatic Exercise Association); Empreendedor Sustentável pelo Programa Shell Iniciativa Jovem 2014 e Graduado em Educação Física.

Comments 0

Deixe uma resposta