Na Parte 1 deste texto abordei a você sobre os fantasmas que cada vez mais estão assustando a população brasileira:

9 de 10 Consultas médicas são geradas por estresse!
População brasileira é a que possui a maior taxa de Transtorno de Ansiedade do mundo!
O Brasil é o 2° país mais estressado do planeta!
População brasileira é a mais depressiva da América Latina!
Em 2017, 26 milhões de caixas de Rivotril foram consumidas no Brasil! Em 2010, eram 10 milhões!

Na Parte 1 deste texto abordei a você sobre os fantasmas que cada vez mais estão assustando a população brasileira:

Reitero aos meus pacientes e alunos que os índices alarmantes que demonstrei acima (de Estresse crônico, Ansiedade e Depressão) estão intimamente relacionados com “doenças emocionais ou sociais”, ou seja, o ser humano sofre por não saber lidar com desafios cotidianos que põem a prova sua harmonia e equilíbrio. Acrescente a isso, o estilo de vida que temos nas grandes regiões metropolitanas que, por sua vez, acarreta em maus hábitos de vida, como: sedentarismo, alimentação desequilibrada e ritmo exacerbado de trabalho.

Nesse sentido, a inclusão das Técnicas de Relaxamento na Fisioterapia configura-se como um aliado de grande impacto para o Fisioterapeuta, pois costumo dizer que o profissional da área que utiliza estas técnicas terá um verdadeiro ponto de virada no seu modelo de atendimento aos pacientes, já que:

1-Possibilita aos seus pacientes a harmonia das variáveis fisiológicas do corpo humano (Pressão Arterial, Frequência Cardíaca, Frequência Respiratória e Atividade elétrica do cérebro) justamente prevenindo ou minimizando o impacto do Estresse nestas variáveis;

2-Ao possibilitar a harmonia das variáveis, fornecemos a liberação de mediadores químicos do bem-estar na corrente sanguínea (serotonina, endorfina, encefalina) que se espalham pelo corpo, reduzindo crise de Ansiedade e sinais/sintomas de Depressão;

3-Propicia ao paciente a redução da tensão muscular de segmentos corporais que são altamente tensionados (ombros, mãos e área cervical da coluna vertebral) colaborando para o controle da Dor Crônica que pacientes com estas condições relatam;

4-Gera Educação ao paciente, de maneira a conscientizá-lo de que quando ele sentir-se agitado, agressivo ou deprimido, a utilização destas Técnicas pode auxiliá-lo a minimizar os sintomas, justamente por serem técnicas de fácil utilização, as quais o paciente pode usar de forma autônoma, independentemente do ambiente onde esteja;

5-Reduz a exacerbação de medicamentos analgésicos, pois em parte dos episódios, se o paciente usar uma Educação Respiratória ou realizar uma prática de Mindfulness, não haverá necessidade de usar os medicamentos, ou, caso tome os medicamentos, os tomará em uma dose menor;

Dr. Marcelo Anselmo, o uso das Técnicas de Relaxamento faz com que o Fisioterapeuta proporcione um tratamento integral ao paciente!?

Sim, totalmente! E vou mais além, acredito que você, colega Fisioterapeuta, que já usa algumas técnicas ou você, colega, que pensa em começar a aplicar, de fato, prestará um tratamento integral ao teu paciente, potencializando seus resultados clínicos, seja qual for o viés do atendimento, exercendo assim o que estamos verificando começar a nascer no mercado: a Fisioterapia Integrativa.

A Aplicação das Técnicas de Relaxamento pelo Fisioterapeuta ainda é pequena, mas, pouco a pouco vem crescendo! É uma grande esfera de atuação pra nós e que ainda temos muito há explorar. Para saber sobre a parte práticas destas Técnicas de Relaxamento (Educação Respiratória, Mindfulness, Educação Somática, Relaxamento Sensorial e Calatonia) de forma didática, abrangente e super prática, confira nosso Curso Online agora!

Abraços fraternais,
Prof. Dr. Marcelo Anselmo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

[uam_ad id=”3279″]