Fome emocional? Confira 3 benefícios do Mindful Eating no controle desta fome.

A Ansiedade faz com que tenhamos mais ânsia do futuro, não é mesmo?

Este quadro nos gera uma reação de estresse permanente, desencadeando um aumento do gasto energético, onde necessitaremos mais de energia (alimento). Isto é o que chamamos da fome fisiológica, que também está dentro do espectro de consequências da Ansiedade.

Nesse sentido, você pode somar à fome fisiológica, o que chamamos de Fome Emocional, ou seja, colocarmos na alimentação as “válvulas de escape” que todo o ser humano necessita.

Assim, depositamos na comida nossas frustrações, angústias e desagrados!

Dentre diversos benefícios desta técnica, elenco aqui 3 dos principais:

  1. Empregar a Atenção Plena na alimentação gera uma maior consciência do ser no ato da refeição em si. Desse modo, conseguimos ter a percepção se estamos comendo no piloto automático, ou seja, se alimentando muito rápido ou justamente apenas para compensar uma insatisfação;

  1. Os exercícios de percepção sensorial perante ao alimento que estamos comendo, aprofundam a conexão com o mesmo, aumentando a profundidade de experiência e liberando sensações de prazer e felicidade para todo o organismo, evento que reduz o fenômeno de fome emocional;

 

 

 

  1. Praticar o Mindfulness, Meditação da Atenção Plena, em um plano terapêutico complementar e aliado ao Mindful Eating ajuda na nossa estabilidade emocional ao longo do dia, reduzindo a irritabilidade e aumentando a tolerância comportamental, o que, por conseguinte, atua diretamente na diminuição da Ansiedade;

 

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre como aplicar o Mindful Eating na prevenção e controle da Fome Emocional? Confira o nosso curso 100% online: Mindful Eating com Abordagem Integrativa

Abraços fraternais,
Prof. Dr. Marcelo Anselmo