Iogurte Natural, como e por que produzir o seu

Uma pequena mudança de hábito pode trazer: economia, praticidade, saúde e cuidado com a natureza. Vamos experimentar?

O Jornalista Michael Pollan, em seu livro “Em defesa da comida”, aconselha “Evite comidas contendo ingredientes cujos nomes você não possa pronunciar”.

Os iogurtes encontrados no supermercado normalmente contêm açúcar, corantes e outros ingredientes que podem não ser tão bons para a saúde. Sendo assim, é de grande importância ler as informações nutricionais do que consumimos e minimizarmos estes impactos produzindo o nosso próprio iogurte.

Além disto, segundo Pollan, existe uma forte conexão entre a produção de alimentos e o aquecimento global:
* contribuem entre 20% e 30%, com a emissão de GEE (Gases de Efeito Estufa);
*o processamento dos alimentos corresponde a um enorme gasto de energia;
* o desperdício gera metano e o óxido nitroso, um gás altamente poluente, liberado durante a fertilização em agriculturas como a da cana-de-açúcar;

A média de valor de um iogurte no supermercado é de R$ 1,75 com 180ml. Já, para os produzidos em casa, o valor do litro fica aproximadamente R$ 5,00 e é bem fácil de fazer!

Uma ação simples e uma pequena mudança de hábito pode te trazer: economia, praticidade, saúde e cuidado com a natureza. Vamos experimentar?

Anote aí a receita:

Iogurte Natural

Ingredientes

1 litro de leite desnatado
1 iogurte desnatado

Modo de Preparo
Ferva o leite e espere ficar morno, mas não deixe esfriar.
Misture o iogurte e coloque em um recipiente médio ou grande (o equivalente a 1 litro) e deixe descansar de 12 a 24 horas. De vez em quando mexa para ver como ficou a consistência. Depois coloque na geladeira e sirva acompanhado com uma fruta ou algo da sua preferencia. O sabor não é “azedinho” como estamos acostumados com os iogurtes que compramos no supermercado.

Aproveite para criar novas receitas com o seu iogurte, como: pudim de chia, bolo de iogurte, molhos para saladas…explore sua criatividade na cozinha e conte sempre conosco para tirar dúvidas co-construir novos caminhos para a alimentação!

Com amor,

Ale Dotto