Por que você come de forma tão veloz? Na verdade, emprego um pronome de tratamento mais pessoal para gerar um contexto mais intimista, todavia, podemos conceber que esta pergunta deve ser moldada no:

Por que a sociedade come de forma tão rápida?

Ao buscar respostas para este questionamento nos deparamos com um fator histórico que denota um princípio de sobrevivência humana, isto é, na Antiguidade o homem ingeria o alimento de modo rápido, pois receava que outros povoados pudessem roubar sua comida! Naquela época, vivíamos em povoados e comunidades que plantavam e colhiam o alimento juntos, celebravam as refeições de forma cotidiana e, sobretudo, possuíam o sentimento de proteção ao outro, dessa forma, a grande preocupação não era somente em ter sua própria comida roubada, mas, sim, a do seu amigo também, e, quiçá, o roubo dos alimentos de uma comunidade inteira!

Nessa trilha iniciada pelo ponto de partida histórico até os dias atuais, podemos verificar que o perigo de roubar a comida é praticamente nulo na atualidade mundana, dando lugar a outros fatores geradores desta pressa para comer pertencente à espécie humana, como o estresse, a fome em si e a nossa própria programação mental que devemos comer rápido para que tenhamos mais tempo para aproveitar a atividade seguinte.

Nesse sentido, ao buscarmos soluções eficazes para “puxarmos o freio” e nos proporcionamos a uma refeição mais plena e prazerosa, temos o advento do Mindful Eating (Comer Consciente), também conhecido como a Atenção Plena na Alimentação, técnica que se embasa a partir dos preceitos do Mindfulness, direcionando-os especificamente para a alimentação. Nas minhas experiências clínicas com pacientes, fomento para eles, a grande relevância da Ativação Sensorial, momento o qual devemos começar a nos “relacionar” com o alimento que está a nossa frente, independentemente, do que seja (um lanche, refeição, bebida). Na Ativação não estamos comendo ainda, mas sim, gerando uma tomada de consciência para nossos sentidos, despertando-os para o ato da ingestão que ocorrerá logo após.

Na Parte 2 deste Artigo irei trazer pra você mais detalhes de como realizar esta Ativação Sensorial dentro do nosso Mindful Eating! Por enquanto, desfrute do meu vídeo na Feira Natural Tech 2018 em SP onde falei um pouco sobre este tema:

Abraços fraternais,
Prof. Dr. Marcelo Anselmo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp