3 diferentes tipos de atividades estimulam o cérebro do idoso no ambiente domiciliar. A estimulação cognitiva para idosos caracteriza-se em um plano de atividades e/ou exercícios direcionados ao melhor desempenho das funções da mente do idoso, por intermédio de mecanismos que estimulam atenção, memória, linguagem, aprendizado e coordenação. Estes referidos mecanismos promovem significativas contribuições nas intervenções de trabalho de diversos profissionais da saúde ou da educação no contexto da gerontologia, sejam: fisioterapeuta domiciliar, terapeuta ocupacional especialista em estimulação cognitiva, personal…