Tai Chi Chuan: Meditar em movimento

Neste episódio do “Canal do Conhecimento em Saúde – A sintonia da saúde vital” conversamos com o Dra. Kenya Maynard sobre Tai Chi Chuan, uma prática que em termos de explicação linguística tem os seguintes significados: Tai, significa “o maior”, “o mais alto”; Chi (ou Ji), significa original e literalmente, a parte mais alta do telhado, também conhecida como “cumeeira” e Chuan (ou Quan), significa “punho”, aqui simbolizando “soco”, “luta a mãos livres” (desarmadas), “boxe”. Dessa forma, em um contexto literal, o Tai Chi Chuan significa: “Punho da suprema cumeeira” ou “punho do limite supremo” também.

No que se refere aos estilos desta prática temos alguns que o nome da família chinesa que o criou e desenvolveu. De forma geral, todos possuem a mesma essência e seguem os mesmos princípios básicos, diferindo apenas na forma. Por ordem cronológica, temos:

  • Estilo Chen;
  • Estilo Yang;
  • Estilo Wu/Hao;
  • Estilo Wu;
  • Estilo Sun;

Engane-se quem pensa que o Tai Chi Chuan gera benefícios apenas na redução da agressividade e na defesa pessoal! Como reiterou a Dra. Kenya o Tai Chi consiste em uma prática com efeitos benéficos holísticos, exercendo contribuições na concentração, na disciplina, na resiliência e, até mesmo, na capacidade pulmonar de pessoas com doenças pulmonares obstrutivas crônicas.

Confira a entrevista da Dra. Kenya Maynard ao Canal do Conhecimento em Saúde!

O currículo resumido da Dra. Kenya Maynard é:

Fisioterapeuta; Especialista em Fisioterapia Pneumo-Funcional; Coordenadora de Fisioterapia – Laboratório de Reabilitação Pulmonar – HUPE/UERJ; Professora de Tai Chi Chuan; Mestre em Ciência da Motricidade Humana e Doutora em Ciências Médicas – Pneumologia / UERJ.

Quer saber mais sobre Tai Chi Chuan?

Então, fale com a Kenya! kenia.msilva@gmail.com